O Portal Jack Comunica não se responsabiliza pelos conteúdos publicados pelos nossos colunistas.

Entretenimento

DEZ ANOS DE VIDA DEZ ANOS DE CHORINHO BRASILEIRO

O Projeto “Segundas do Chorinho” retorna à ativa e comemora seus 10 anos de vida. Dez anos de muita história. Dez anos de música e causos. Amigos chorões reunidos para festejar o mais genuíno gênero musical brasileiro: o choro. O que teve início em maio de 2011 com o regional do choro Os Ingênuos, agora, em tempos de pandemia, com todos os cuidados possíveis e cabíveis, volta a cantar e encantar os amantes do chorinho brasileiro.

No dia 30 de agosto de 2021, o projeto apresenta a versatilidade do bandolinista Ricardo Markis e violonista Leonardo Barros Reis, onde juntos o público tem a oportunidade de assistir ao trabalho desses grandes instrumentistas, que interpretam clássicos do choro e da MPB, em arranjos originais para bandolim e violão, além de temas consagrados da música regional, finalizando com o frevo elétrico.

O SEGUNDAS DO CHORINHO tem data, hora e local fixos. Acontece em todas as segundas-feiras do ano, a partir das 20h, na Varanda do SESI Rio Vermelho, quando apresenta grupos e artistas que trabalham com o Chorinho.

Uma verdadeira Vitrine do Choro na Bahia e tem o formato de um Artista/Grupo convidado a cada semana, numa parceria Hessel Produções, Siri Produções, Pousada Tramela, Comida de Varanda e Teatro SESI Rio Vermelho / FIEB.

O Centro Cultural SESI Rio Vermelho segue todas as normas e diretrizes dos órgãos de saúde com o uso obrigatório de máscara, distanciamento entre mesas, entre outros.

O couvert artístico custa R$ 20,00.
Reserva de Mesa: Tel.: (71) 9.9160-9140.

RICARDO MARKIS – Guitarrista, bandolinista, compositor e professor, começou sua carreira tocando guitarra baiana em bandas de trio elétrico. Em 30 anos de estrada já colaborou com Vânia Abreu, Daniela Mercury, Elza Soares, Jussara Silveira, Os Ingênuos, dentre outros. Cursou Licenciatura em Música pela UFBA e Pós Graduação Docência do Ensino Superior ABEC-CAYRU. Na Itália aprimorou estudos de guitarra e trabalhou como músico, professor e divulgador cultural da associação Fala Brasil – Palermo. Já recebeu prêmios como TROFÉU DODO & OSMAR 2015 – por sua atuação com a Guitarra Baiana e o V Festival de Música Educadora FM de melhor música instrumental com o samba-choro “Caminho de Casa”; entre outros. Atualmente, Ricardo desenvolve projetos de educação musical para jovens e adultos; leciona violão e guitarra e dirige inúmero shows e CDs.

LEONARDO BARROS REIS – Nascido em Salvador Bahia, membro de uma família de músicos que manifestou vocação para a arte dos sons. O violão foi o instrumento que escolheu para a iniciação dos seus estudos musicais, e tal foi a identificação entre ele e as seis cordas, que fez do violão o meio através do qual expressaria sua arte. Em 1986, na Escola de Música da UfbA deu início aos seus estudos acadêmicos, tendo por orientadora e mestra a Profª. Hedy Cajueiro. Posteriormente, em 1991, cursou a graduação com o Professor Mário Ulloa, que teve significativa influência na sua formação. Concertista, compositor e arranjador, Leonardo fez vários recitais e participou de seminários com renomados violonistas como: Henrique Pinto, Thomas Patterson, Sérgio Abreu e Marco Pereira. Em 2003 lançou com seu irmão Horácio Barros Reis o primeiro CD, mesclado de composições próprias e de autores conhecidos da música brasileira, o qual foi premiado com o Troféu Caymmi, na categoria de melhor CD instrumental. Posteriormente lançaram o segundo CD, intitulado “Brasileiríssimo”.

Serviço:
O que: Projeto SEGUNDAS DO CHORINHO – Ano 10
Quando: sempre as segundas-feiras de 2021
Horário: a partir das 20 horas
Dia 30/08/2021: Ricardo Markis e Leonardo Barros Reis
Couvert: R$20,00.
Onde: Varanda do SESI Rio Vermelho
Endereço: Rua Borges dos Reis, 09 – Rio Vermelho.
Parceria: Hessel Produções, Siri Produções, Pousada Tramela, Comida de Varanda e Teatro SESI Rio Vermelho / FIEB.
Informações e Reserva de Mesa: Tel.: (71) 9.9160-9140.

Tags

Jacson Gonçalves

Tenho 25 anos sou natural de Salvador, Bahia. Sou cadeirante, jornalista, Blogueiro e Digital influencer. Ser jornalista é também contribuir com o exercício da profissão e ter na veia a responsabilidade social de levar informação e entretenimento.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios