O Portal Jack Comunica não se responsabiliza pelos conteúdos publicados pelos nossos colunistas.

O Portal Jack Comunica não se responsabiliza pelos conteúdos publicados pelos nossos colunistas.

Circuito da Maré lança revista com registro da memória patrimonial e cultural da Península de Itapagipe

O projeto Circuito da Maré: panorama patrimonial da Cidade Baixa de Salvador/BA lança sua primeira revista digital, onde apresenta personagens e cenas locais da Península de Itapagipe, com o objetivo de promover a visibilidade e preservação da memória e cultura presentes nessa região. Idealizado pela DiPreta Produções, a revista é resultado de um processo de oficinas de escrita criativa e fotografia, que envolveu jovens de Itapagipe na produção do conteúdo literário e visual, a partir da orientação da escritora, atriz e museóloga Cássia Valle, e do fotógrafo e pedagogo, Fafá Araújo. A publicação estará disponível para download no instagram @circuitodamaresalvador, a partir do dia 29 de março, data em que se comemora o aniversário de Salvador, como uma forma de dar ênfase a um lado da cidade que muitas vezes está fora dos roteiros tradicionais.

A revista apresenta imagens e textos sensoriais acerca das expressões artísticas, arquitetônicas e culturais itapagipanas. O processo de construção criativa foi realizado por 10 jovens que passaram por aulas técnicas e vivências coletivas e individuais com a região.  Eles exploraram algumas ruas e ouviram moradores sobre suas memórias relacionadas aos patrimônios materiais e imateriais existentes na localidade.  

Formada pelos bairros da Calçada, Mares, Jardim Cruzeiro, Massaranduba, Uruguai, Roma, Dendezeiro, Bonfim, Monte Serrat, Boa Viagem, Vila Ruy Barbosa, Caminho de Areia, Baixa do Fiscal e Ribeira, a Península de Itapagipe é um território marcado por expressões histórico-culturais e ativismo no campos político e ambiental. “O nosso objetivo é contribuir para dar destaque e preservar a memória dessa região a partir de coletivos jovens que cresceram e frequentam esses espaços, combinando experiências do passado e presente”, destaca Geise Oliveira, produtora cultural e CEO da DiPreta.

Responsável pela condução da escrita criativa, Cássia Valle conta que estimulou os jovens a entenderem a história local e dos moradores a partir da convergência de vários sentidos, procurando pensar nas cores, sabores e imagens que cada relato pudesse produzir. “A memória é uma coisa que precisa ser viva e esse processo é fundamental porque estamos trabalhando com o jovem, que está ouvindo a história do ontem, dos moradores mais velhos, que tem outra relação com a península, para construir a história do hoje. Isso é super Sankofa”, destaca Cássia.

O trabalho com a fotografia também foi voltado para a percepção e registro de memórias afetivas, políticas e culturais que permeavam a localidade e os moradores. “No projeto Circuito da Maré estabelecemos essa relação de salvaguarda com a valorização dos saberes e cultura local, possibilitando a construção de um roteiro patrimonial e estético a partir das indicações de seus moradores”, ressalta Fafá Araújo.

Esse projeto foi contemplado pelo Prêmio Riachão – Projetos de Pequeno Porte, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, destinado pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

SERVIÇO

Lançamento da Revista Circuito da Maré: panorama patrimonial da Cidade Baixa de Salvador/BA 

29 de março de 2022

Disponível para download em:  @circuitodamaresalvador  

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.