O Portal Jack Comunica não se responsabiliza pelos conteúdos publicados pelos nossos colunistas.

Saúde

Atividade física e alimentação equilibrada aliviam sintomas de ansiedade e depressão na adolescência

Consideradas as doenças do século, depressão e ansiedade também fazem parte da vida dos adolescentes. E depois desse longo período de isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus, ficaram ainda mais evidentes os problemas provocados por esses dois vilões da saúde mental. Os estudos sobre depressão e ansiedade na adolescência e em jovens estão sendo feitos mesmo antes da chegada da Covid-19. Um deles reuniu profissionais de diversas áreas, mas o que chamou mais atenção foram as observações sobre o papel da dieta, dos exercícios e do sono, na adolescência e na redução da depressão e da ansiedade. Ainda de acordo com o estudo – feito na Universidade Boulder, no Colorado, Estados Unidos – a dieta e a nutrição são alguns dos principais fatores de influência na saúde mental. Porém, as pessoas subestimam a importância desses fatores. “É necessário fazer uma mudança na rotina dos adolescentes. Inserir a prática da atividade física mais cedo. Além disso, uma dieta rica e balanceada pode sim reduzir os índices de depressão e a ansiedade em adolescentes e jovens”, explica o Coordenador Geral na Rede Alpha Fitness, Danillo Santana.

Quando nos exercitamos, o corpo libera endorfina, substância natural produzida pelo cérebro durante e após a realização de uma atividade física. A liberação de endorfina – também conhecida como hormônio da alegria – ajuda a relaxar, reduz o estresse e a ansiedade e melhora o humor.  Jovens que não estão acostumados a praticar exercício físico podem se sentir desmotivados após começar alguma atividade. Para que isso não aconteça, é importante escolher uma modalidade com a qual o adolescente tenha afinidade e adaptar os horários dos exercícios à sua rotina.

Tags

Jacson Gonçalves

Tenho 25 anos sou natural de Salvador, Bahia. Sou cadeirante, jornalista, Blogueiro e Digital influencer. Ser jornalista é também contribuir com o exercício da profissão e ter na veia a responsabilidade social de levar informação e entretenimento.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios