O Portal Jack Comunica não se responsabiliza pelos conteúdos publicados pelos nossos colunistas.

Ana Patrícia Dantas Leão reúne apoiadores e colegas para lançar pré-candidatura à presidência da OAB-BA

A advogada Ana Patrícia Dantas Leão reuniu apoiadores e colegas de profissão na última quinta-feira (4), em Salvador, para anunciar sua pré-candidatura à presidência da OAB-Bahia (Ordem dos Advogados do Brasil/Bahia). Ana Patrícia foi a primeira mulher a ocupar a vice-presidência da instituição no período entre 2016-2021. O momento foi de reafirmação de compromissos com a advocacia, sociedade civil, com uma Ordem independente e forte.

Ao revelar o projeto de transformação necessária para a instituição, pelo qual pretende lutar com dedicação e coragem, a advogada de Direito da Família contou sua trajetória desde os tempos de UFBA, onde se formou, no ano de 2002. Ana Patrícia relembrou sua trajetória na Ordem, que teve início no ano de 2013, quando exerceu a função de conselheira estadual e vice-diretora da ESA. Nos anos seguintes, de 2016-2021, foi vice-presidente estadual da instituição.

“Uma Ordem forte, é uma Ordem que não se curva, é independente perante o Poder Judiciário, perante o Poder Executivo, perante o Poder Legislativo. Uma Ordem forte é aquela que representa a sociedade civil e, sobretudo, a advocacia”, afirmou.

Segundo a advogada, ela não quer e não vai falar de pessoas, porque verdadeiramente enxerga valor nos colegas que estão no lado da situação. Ela deseja fazer críticas políticas, construtivas, apontar caminhos que possam nos levar a vivenciar a advocacia com mais dignidade e prosperidade. Para Ana, a Ordem sempre é do tamanho das lutas encampadas por seus dirigentes em prol da classe. E ainda para ela, a Ordem de hoje, quando se curva perante os Poderes e direciona o prestígio institucional – resultado de construção histórica na defesa da democracia, das liberdades individuais e dos princípios republicados-, no propósito de ocupação de espaços em tribunais, se apequena e se perde em sua missão constitucional.

“Nós precisamos de independência institucional. “Faremos o nosso melhor para unir a advocacia baiana. Estamos começando uma linda jornada e todos estão convidados a participar”, afirmou a advogada, ao tempo em que agradeceu pelo apoio e carinho manifestados.

Crédito das fotos: Sérgio Figueiredo

Jacson Gonçalves

Tenho 25 anos sou natural de Salvador, Bahia. Sou cadeirante, jornalista, Blogueiro e Digital influencer. Ser jornalista é também contribuir com o exercício da profissão e ter na veia a responsabilidade social de levar informação e entretenimento.

Compartilhe