O Portal Jack Comunica não se responsabiliza pelos conteúdos publicados pelos nossos colunistas.

Existe um déficit do município na educação básica que precisa ser sanado na próxima gestão”, afirma vereadora Marta

 

Foto: Divulgação / Ascom/Vereadora Marta Rodrigues – PT

Conforme prevê o artigo 211 da Constituição Federal, o município deve atuar prioritariamente no ensino fundamental e infantil
Líder do PT na Câmara de Salvador, a vereadora Marta Rodrigues, disse, nesta segunda (26), que existe um déficit do município na educação básica e infantil – prioridade das gestões municipais, conforme a Constituição Federal – que precisa ser urgentemente sanado.
Segundo Marta, o Estado acolhe  74.536 estudantes do ensino fundamental  em 169 unidades escolares, sendo 13 exclusivas desta modalidade e outras 156 compartilhadas, ou seja, ofertando o fundamental e as demais etapas da educação básica.
“Conforme prevê o artigo 211 da Constituição Federal, o município deve atuar prioritariamente no ensino fundamental e infantil, enquanto ao Estado a prioridade é o ensino médio, mas não é o que vemos em Salvador. O Estado acaba suprindo um déficit do município”, declarou.
Marta lembrou, ainda, que das 433 escolas municipais, apenas 13 tem educação em tempo integral. “O que é um retrocesso para a compreensão de que a educação envolve uma multiplicidade de fatores, inclusive as atividades voltadas para as artes, a cultura, o esporte e outras formas de sociabilização”, disse.  Já o Estado – contrapõe a petista – .  tem 35 escolas de educação em tempo integral, entre ensino fundamental e médi e educação básica.
A vereadora pontuou, também, a inexistência de acolhimento noturno em creches municipais para colaborar com pais e mães – principalmente às mulheres que são maioria na cidade e chefiam suas famílias – que precisam exercer atividades em três turnos pela sobrevivência. “Apresentei o projeto de lei 81/2018 para que a prefeitura inserisse este acolhimento, utilizando as creches existentes, sem substituir o período de escolarização e sem gerar despesa e mesmo assim foi vetado pelo prefeito. A nova gestão precisa de compromisso com a educação’, declarou.
(Ascom/Vereadora Marta Rodrigues – PT)

Fabio Almeida

Tenho 38 anos, nascido em Salvador/Ba, um soteropolitano nato. Jornalista de profissão sigo o compromisso e responsabilidade com a verdade e apuração dos fatos.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *